A incerteza dos alunos com o cancelamento das aulas presenciais

Desde o dia 20 de janeiro, com a retomada as aulas presenciais, houve um grande movimento de felicidade, amor e esperança. As aulas retornaram com todo cuidado esperado, seguindo todos os protocolos de segurança. Contudo, com o aumento gradativo de casos de corona vírus e a falta de vagas para atendimentos nos hospitais, nossa cidade teve que aderir ao lockdown.

Com a cidade paradaquase que por completo, as aulas retornaram para o formato online e, consequentemente, as crianças voltaram a ter aulas 100% em modelo remoto. Com isso, surge a grande preocupação de muitos em entender como as famílias estão lidando com as emoções das crianças, pois todas elas necessitam do contato presencial com amigos, familiares e do ambiente escolar.

Isolamento Social

Esse isolamento social infantil traz algumas consequências ao desenvolvimento das crianças, como a perda de coordenação motora, deficiência no raciocínio rápido, indisciplina , falta de exercícios físicos e desânimo. Infelizmente, muitos estão regredindo, o que traz a necessidade de um acompanhamento psicológico para manter sua rotina de tarefas.

Médicos conceituados dizem que a maior parcela da população afetada pelo isolamento são as crianças, pois houve a perda de sua sociabilidade, que nessa fase da infância serve de alicerce para o desenvolvimento do indivíduo.

O que fazer ?

Para contornar estes problemas gerados pela falta da socialização, especialistas passam algumas dicas importantes que podem ajudar as crianças a superarem com saúde essa época afastadas do convívio social:

  • Frequência escolar (estimular as crianças a frequentarem a aulas remotas, sem falta e sem desculpas)
  • Aulas interativas, diferenciadas e de qualidade, que proporcionem o engajamento do aluno
  • Atenção e paciência da escola e professores
  • Alimentação saldável
  • Mínimo de 7 horas de sono
  • Amor e cuidados no ambiente familiar.


Esses cuidados são importantíssimos para que a vida permaneça de forma regrada e organizada, podendo ser facilmente desenvolvidos em casa com a família.
Esperamos que esse tempo difícil acabe! Que a vida se normalize, que as crianças possam voltar a brincar de forma conjunta, com carinho e respeito.